Trava-línguas: Qual o mais difícil que conheces?

trava-linguas

Sabes o que é um trava-línguas?! Não?! Nunca ouviste a expressão?! Então vê se conheces este texto:

Num prato de trigo tragam três tigres. Três tigres tragam trigo num prato dum trago. Tragam o trigo aos três tigres que eles tragam o trigo no prato. Tragam o trigo aos três tigres que eles tragam o trigo no prato dum trago.

Agora já consegues ter uma ideia do que é um trava-línguas?! A Infopédia diz-nos que um trava-línguas é um “exercício, passatempo ou jogo de pronunciação que consiste em dizer, depressa e corretamente, uma sequência de palavras que, por serem formadas pelos mesmos sons, mas em ordem diferente, se tornam difíceis de articular de forma clara“. No fundo, não é mais do que um jogo de palavras, reais ou inventadas, para treinar e melhorar a dicção.

A fala é algo essencial a todos nós, mas sabemos que nem sempre as crianças pronunciam as palavras da forma mais correcta. Por isso, os trava-línguas são muito usados em terapia da fala. Quase em tom de história, estas lengalengas ajudam a melhorar a dicção das crianças, com muita diversão à mistura. Para além da utilização por profissionais, os trava-línguas podem também proporcionar momentos divertidos em família, numa noite longe dos écrans.

 

Trava-línguas: Sabias que tem um dia internacional?

Todos os anos, no segundo domingo de Novembro, é assinalado o Dia Internacional do Trava-Línguas. Este ano, é assinalado a 14 de Novembro. A pensar nos miúdos mas também nos graúdos, aqui ficam algumas sugestões que podem ser usadas em casa e na escola, tudo em prol de falar melhor a Língua Portuguesa!

  • Destrava-línguas, de Luísa Ducla Soares, edição Livros Horizonte: um livro que integra as recomendações do Plano Nacional de Leitura, classificado como Literatura Juvenil.
  • Lê lá, Lara!, de Maria Teresa Maia Gonzalez, edição Porto Editora: neste livro, brincando com a sonoridade das palavras e com o seu sentido, Lara e as crianças são convidadas à leitura e a deixar-se encantar pela Natureza. A linguagem poética e o sentido de humor são as marcas destes textos, que constituem um desafio para os que ainda têm pouco treino de leitura e visam, também, proporcionar um exercício divertido, em casa e na escola. Um livro infantil para crianças até aos seis anos.
  • Trava-línguas e adivinhas coloridos, de Tiago Salgueiro, edição Porto Editora: Os trava-línguas são uma forma literária de cultura popular, elementos folclóricos criados pelo povo. Apresentam-se como um alinhamento de palavras, por vezes rimadas, que quando repetidas rapidamente são facilmente trocadas e mal pronunciadas. As crianças podem ser desafiadas a repeti-los sem errar, de preferência o mais depressa possível e várias vezes seguidas. Os deslizes e as trocas são proporcionais à diversão dos ouvintes e à eficácia do seu desígnio essencial: trabalhar a leitura oral de uma forma lúdica. Um livro indicado para a faixa etária dos seis aos dez anos.
  • O livro dos trava-línguas 2, de António Mota, Edições Asa: Destina-se a todas as crianças, mesmo àquelas que ainda não sabem ler. O seu objetivo é pôr os mais novos a dizer sequências de palavras o mais rapidamente possível. Mas estas estão ordenadas de tal forma que, muitas vezes, se torna difícil pronunciá-las depressa e sem hesitações! Concebido como um jogo, divertido e enriquecedor, é um desafio que estimula o prazer de brincar com as palavras e os sons, e o gosto pela leitura. Os trava-línguas são exercícios que ajudam a treinar a articulação das palavras, trabalham a memorização, a falta de atenção e a dicção em voz alta. Um livro infantil para crianças dos seis aos dez anos que integra as sugestões do Plano Nacional de Leitura.
  • Trava-lengas, de José Dias Pires, edição Booksmile: Se já conheces de cor consoantes e vogais, ditongos, acentos, sinais, para o que preciso for: não temas os trava-línguas, desafia as lengalengas, para que em qualquer altura não te atrapalhem a leitura, e verás que, sem favor, quem ganha sempre é o leitor. Um livro de poesia para crianças entre os nove e os onze anos, incluído na lista de sugestões do Plano Nacional de Leitura para o 3º ano de escolaridade para leitura autónoma.
  • Travalengas a dobrar, de José Dias Pires, edição Booksmile: Um livro infantil para crianças dos seis aos dez anos, que integra as sugestões de leitura autónoma do Plano Nacional de Leitura para o 3º ano de escolaridade.
  • Três tristes tigres, de Luísa Ducla Soares, edições Livros Horizonte: Um livro que celebra os 50 anos de carreira de Luísa Ducla Soares com trava-línguas, piadas e adivinhas, numa seleção muito divertida, pois brincar com as palavras é um modo especial de conhecer e saborear a nossa língua. Um livro infantil para crianças até aos seis anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *