Book blogging

Bookstagram: É o projecto certo para ti?!

bookstagram

Sabias que Portugal tem uma comunidade de bookstagram a crescer a olhos vistos?! Sabe o que significa?! Bem… Basicamente, trata-se de um Instagram totalmente dedicado à partilha de livros. Desde sugestões de leitura, a book reviews ou a entrevistas com autores, tudo cabe num bookstagram. Ou seja… Um bookstagram está para os ávidos leitores como um Instagram de beleza está para a comunidade de apaixonadas por tudo o que é maquilhagem. Se adoras ler, se gostas de escrever sobre isso e partilhar com o mundo o teu vício livrólico, então deves ser a pessoa certa para ter um bookstagram. E deve ser uma coisa mesmo actual, a avaliar por mais de 1.ooo.ooo de resultados na pesquisa do Google!!!

Esta quarentena que vivemos tem feito nascer muitos projectos online. E, se estivermos atentos à comunidade de leitores no Instagram, vemos exactamente isso. Cada vez surgem mais contas de bookstagram. Mais ou menos pensadas. Mais ou menos planeadas. Mas o fio condutor que as une é uma paixão por livros e a capacidade de ler imensos livros num ano! E fico feliz por ver isto acontecer. Afinal, se temos um país em que os números de vendas de livros caem drasticamente, é essencial que surjam pessoas que possam influenciar outras a ler. E devemos começar logo com as crianças, promovendo bons hábitos de leitura desde cedo.

E o Sr. Google, essa fonte incansável de informação, tem boas dicas para quem estiver a começar um bookstagram. Desde dicas infalíveis para quem está a começar até aos pontos essenciais de estética a que devem dar atenção, vocês encontram de tudo! Eu não tenho o truque que te vai tornar o maior bookstagrammer de Portugal e arredores, mas vou partilhar contigo um pouco da forma como vejo esta comunidade em crescimento. Vamos lá?

 

Não existem influencers no bookstagram em Portugal

Tens mesmo a certeza disso?! Acho que a vontade de termos a capacidade de influenciar e de inspirar alguém faz parte do nosso ADN. Depois, a arte de influenciar percorre a natureza humana desde que saímos da gruta para caçar há milhares de anos. Essa capacidade pode vir de muitas coisas: da nossa capacidade de escrever, da forma como falamos e até com a nossa linguagem corporal e programação neurolinguístico podemos influenciar outra pessoa. E sim… Portugal já vai começando pessoas que estão no bookstagram e que possuem a capacidade de descobrir o livro certo para nós. Quem nunca ouviu falar da Helena Magalhães e do seu HMBOOKGANG?

A Helena é autora dos livros “Raparigas como Nós” (link WOOK, link Bertrand) e “Diz-lhe que não” (link WOOK, link Bertrand). Tem um dos bookstagrams mais fortes de Portugal e tem o seu Book Gang online e está agora a lançar a sua Box Book Gang, uma caixa literária inovadora no nosso país. É graças à Helena que descobrimos novos autores e novos livros, daqueles que não estão sempre nos tops. Seguir a Helena, é pertencer a uma comunidade de leitores cada vez mais forte e com uma presença cada vez mais marcada. É ter voz e dar voz ao sector livreiro de forma incomparável. E é isso que deve ser a principal missão de um bookstagrammer.

 

Bookstagram é só fotografar capas de livros

Será mesmo só isso?! Se visitares vários bookstagrams portugueses como o da Inês do Under the Pages ou o da Rita do Books Coffee Break, vês que não é bem assim. Existe ali um trabalho cuidado de fotografia. Existe um feed que é pensado e não se publica apenas porque sim. Existe tempo dedicado ao planeamento, à busca de inspiração para a foto certa… E muito tempo a ler também. Afinal… A essência de um bookstagram é lermos livros e darmos a nossa opinião sobre eles. E sem os ler isso não é possível, pois não?

Se estás a pensar em criar um bookstagram, então tens de ter as melhores ferramentas contigo. Primeiro, espreita a enorme fonte de inspiração que é o Pinterest. Se visitares os álbuns que eu tenho de inspiração no meu Pinterest, vais poder encontrar muitos exemplos de como podem ficar as tuas fotos. Aliar a fotografia aos livros pode ser o caminho certo para inspirarmos mais portugueses a ler, não achas? Escolhe as tuas cores, escolhe os tipos de livros que queres partilhar e espalha a tua paixão por eles!

 

Bookstagram não é para mim, que chato!

Nada a ver… Não negues à partida uma ciência que desconheces… Sim, efectivamente não é dos nichos mais fortes em Portugal (o que é um nicho? Vê o que a Maria Gonçalves tem para te explicar sobre o tema). Estamos a crescer. Somos cada vez mais leitores que partilham a sua paixão pela leitura. Somos cada vez mais a acreditar que ler pode ser o elemento-chave para criar uma comunidade digital forte. Sim, dá trabalho… Fotografar, ler de forma atenta e consistente e estar atenta às novidades que saem, dá trabalho. Pode tirar tempo… Mas eu gosto de ver isso como tempo ganho! Ler e falar de livros é sempre ganhar tempo. É conhecer pessoas que gostam de ler como nós. É descobrir novos livros e novos autores que, de outra forma, nem daríamos atenção. Por exemplo, nunca pensei ficar com tanta curiosidade sobre autores russos até descobrir o Bookwanderlust da Maria Inês ou as Intermitências de uma leitora da Ana Catarina (que também partilha a minha paixão pela leitura sobre Segunda Guerra Mundial).

Este é o projecto certo para ti se tens um caderno onde anotas as frases de que mais gostas nos livros que lês. É para ti se devoras um livro noite fora porque não consegues parar de ler. Deves ter um bookstagram se gostas da troca de ideias e se acreditas que todos os livros merecem a nossa atenção. É o teu projecto se gostas de desafios e de proporcionar algo diferente à comunidade. Então e agora… Arriscas criar o teu bookstagram?! Partilha comigo os teus comentários e as tuas dúvidas sobre o assunto. Vamos fazer a comunidade de leitores e de bookstagrammers crescer e influenciar Portugal a ler mais!

 

Segue-me no Instagram, no Pinterest e no Facebook! E não te esqueças de te juntar ao grupo das Leituras descomplicadas no Facebook!

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *