Outras sugestões de leitura

Estante cápsula: Que livros iam comigo se mudasse de casa hoje?!

estante-capsula

Uma estante cápsula. Qual o desafio?! Mudas hoje de casa e apenas podes levar sete livros: quatro dos teus autores preferidos e os três que mais te marcaram. Um desafio e tanto para qualquer livrólico, não acham? Pois… Foi exactamente o que eu pensei quando a Andreia, do blog As gavetas da minha casa encantada, me pediu para construir a minha estante cápsula. Uma forma, sem dúvida, original e bastante engraçada de assinalar o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor que é comemorado hoje. Sendo esta uma data importante para mim e que gosto de assinalar todos os anos, aceitei logo o desafio da Andreia e aqui ficam os sete livros que levaria comigo. Vamos conhecê-los?

 

Estante cápsula: Os meus quatro autores preferidos

Para uma pessoa que lê muito durante o ano e sobre vários temas, nem sempre é fácil escolher os autores preferidos. Para escolher os meus quatro autores preferidos para a estante cápsula, sentei-me em frente às minhas estantes e fui voando no tempo… Fiz uma viagem literária ao longo dos anos e rapidamente surgiram quatro nomes: Mia Couto, Steve Berry, Craig Russel e Thomas Harris.

Mia Couto, escritor moçambicano e uma das vozes mais fortes da literatura lusófona. Descobrir Mia Couto faz-me recuar até ao 10º ano e às leituras obrigatórias de português. De uma longa lista, houve um livro que me despertou interesse. Com “Cada homem é uma raça” descobri um autor de escrita fluida, de palavras quentes saídas da paisagem africana mas com os olhos postos na ilha de Inhaca, próximo de Maputo.

Gostar de policial e thriller é amar Thomas Harris e de Craig Russell. O primeiro é o incontornável autor da história de Hannibal Lecter e do sucesso lançado no ano passado, Cari Mora. O segundo é um ex-polícia criador da série de Jan Fabel, de que destaco a Águia de Sangue. Mas também sou feita de romances e gosto particularmente dos escritos por Steve Berry, de que é exemplo “O legado dos Templários”. Este é um dos livros da série com Cotton Malone como personagem principal, que nos faz viajar por toda a Europa sempre em busca de algum tesouro escondido.

 

Estante cápsula: Os livros que mais me marcaram

Obrigatoriamente, sendo eu uma apaixonada pelo tema da Segunda Guerra Mundial e sobre o Holocausto, teria de ter escolhas com este tema. Sem dúvida que a biografia de Josef Mengele, o “Anjo da Morte” de Auschwitz, foi um livro que me marcou como nenhum outro. Um livro forte que mostra o que de pior teve este médico. As atrocidades que cometeu e as inúmeras experiências realizadas com gémeos marcariam, para sempre, milhares de pessoas. Se tiverem curiosidade em ler um relato sobre sobreviventes de Mengele, leiam a minha book review sobre “As gémeas de Auschwitz”.

E falar de Holocausto é falar da escrita marcante de Primo Levi. Provavelmente, o seu livro “Se isto é um homem” é uma das leituras mais obrigatórias de todos os seus livros. O relato, na primeira pessoa, do percurso de sofrimento e de resiliência que Levi viveu desde 13 de Dezembro de 1943, data em que este jovem químico foi detido, não deixa ninguém indiferente. Este livro, que faz parte das recomendações para o Ensino Secundário no âmbito do Plano Nacional de Leitura, deveria ser lido por todos nós. Como uma homenagem silenciosa aos milhões de pessoas que sucumbiram à Solução Final de Himmler e do Terceiro Reich.

Por último, e sendo eu uma apaixonada pela escrita e pela corrida, não podia deixar de escolher o livro “Auto-retrato de um escritor enquanto corredor de fundo” de Haruki Murakami. Igualmente uma recomendação do Plano Nacional de Leitura para o Ensino Secundário, este livro é um livro de memórias do autor que mostra o efeito que a preparação para maratonas e triatlos teve sobre a sua escrita.

 

Estante cápsula… Em jeito de epílogo

Obrigada, Andreia, por este desafio delicioso que me fez viajar no tempo. Parabéns por nos fazeres pensar nos livros que já lemos, nos que mais nos marcaram e nos autores que habitam no nosso coração. Para vocês, desse lado, que tiverem curiosidade em conhecer outras estantes cápsula deste desafio, estes são os convidados da Andreia:

Suspiros da Bea

The Choice

a Sofia World

imperium blog

Os devaneios da Tim

EscreViver

AR

Bem-Me-Quer

Life of Cherry

Andreia Moita

MasBea

Rita da Nova

Infinito mais um

Cantinho da Tily

Thirteen

 

Procurem, nas redes sociais, pela hashtag #estantecapsula_asgavetas e não percam nenhuma das publicações especialmente preparadas para assinalar o Dia Mundial do Livro deste ano!

 

 

Segue-me no Instagram e também no Facebook! E não te esqueças de te juntar ao grupo das Leituras descomplicadas no Facebook!

One Comment

  • Andreia Morais

    Sinto que me cresceram mais cabelos brancos à custa deste desafio. Isso e uma certa ansiedade, porque, enquanto preparava a lista, fui-me questionando como seria capaz de deixar para trás determinados livros e autores. É mesmo impossível ahahah

    Quero muito aventurar-me mais em Mia Couto [ainda só li Terra Sonâmbula] e em Murakami [vou no 2º volume 1Q84 e estou a adorar].
    Que bela lista que reuniste aqui!

    Muito obrigada, de coração, por teres feito parte deste momento <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *